Luise Stolai comenta sobre a moda consciente e a importância desse movimento

Tempo de leitura: 1 Minute

A moda consciente procura roupas e acessórios atemporais, que não tem descarte rápido, se preocupando com a origem da produção, os artigos confeccionados e quais impactos para o meio ambiente e os animais essas peças irão trazer.

Diferente da moda sustentável, a moda consciente depende do consumidor, que são responsáveis por desenvolver atos que sejam socioambientais. Ou seja, o público é o único que consegue aumentar ou diminuir a demanda pelo slow fashion.

Para ter uma noção, segundo a Fundação Ellen MacArthur, menos de 1% das roupas produzidas no mundo é reciclada. Esse consumo excessivo acaba gerando poluição e o mercado acaba produzido massivamente em países de terceiro mundo onde a mão de obra é mais barata.

“Precisamos refletir e apoiar marcas que tem uma pegada mais sustentável, saber de onde é a origem dos materiais e qual é a mão de obra, pois muitas vezes são escravistas”, comenta Luise Stolai.

A moda consciente tem várias maneiras para começar a contribuir, como investir em roupas feitas com tecidos sustentáveis, optar por calcinhas absorventes e apoiar projetos, além de apoiar campanhas relacionadas a esse tema.

“A indústria têxtil é uma das que mais consomem recursos naturais, por isso, é sempre legal dar mais valor as suas roupas e acessórios, também aos brechós, onde pode achar roupas mais baratas e bem conservadas e não esquecer de fazer o descarte corretamente”, finaliza a influencer.

Conheça Luise Stolai:
https://instagram.com/luisestolai
https://www.tiktok.com/@lulustolai

Imprensa Concedida por: Roberta Nuñez – https://instagram.com/rnassessoriaimprensa

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.