Queda de preço nos combustíveis, estatização ameaçada na Bolívia, grupo ultra avança com proposta da Refap.3 min read

Tempo de leitura: 2 Minutes

Para quem não conhece turbinas a vapor, sua utilização em plantas petroquímicas é de extrema importância quando falamos de acionamentos mecânicos, poderíamos dizer ser um dos elementos com maior importância de uma refinaria.

Refinarias essas, muito cobiçadas no mercado pela importância, geração de valor e competitividade que pode agregar à aquele que adquirir em dar o passo a frente na largada.

A Petrobrás, detinha em seu poder, o monopólio do refino de petróleo no Brasil, essa quebra monopolista, se deu pela intenção de venda da estatal de suas refinarias. 

À REPAR, localizada no Paraná, fica mais próxima a São Paulo, maior Metrópole do país e com maior capacidade de consumo, já a REFAP, fica localizada geograficamente no Rio Grande do Sul, sendo disputada, por rivais como o grupo Raízen da Cosan e Grupo Ultra dona dos postos e marca Ipiranga, disputando assim; a aquisição da REFAP.

O grupo Ultra, estima que a aquisição da REFAP, seja efetuada em meados de 2021, um negócio que está estimado segundo analistas de mercado, girando em torno de R$ 7 Bilhões, em conferência com analistas de mercado o CEO do grupo Ultra, Frederico Curado disse ter previsibilidade de assinaturas dos contratos em meados de 2021.

“Começamos a negociação com a Petrobras no início do ano e não houve interrupção com a nova direção da empresa. São vários contratos, porque além do de compra e venda, há vários auxiliares, até aceleração do processo, ocorreu aditamento do compromisso da Petrobras com o Cade de prazos e metas para assinar contratos em que já houve seleção de comprador, que é o nosso caso, até meados do ano” – Curado

Enquanto o grupo ultra, realiza a negociação da REFAP, circula na Bolívia informações de que, a YPFB estatal que se concentra na Bolívia está em negociação avançada com a Petrobras, para assumir a produção de Gás o que poderia findar de vez a presença brasileira no país.A Petrobrás boliviana, irá completar neste ano, 25 anos de existência e é considerada por muitos um sonho que era impossível de se concretizar, sendo a primeira subsidiaria integrada da Petrobrás no exterior, tendo como produção, gasodutos, gás, postos gasolina e refinarias.

O conceito de estado mínimo, parece estar sendo aplicado em sua máxima na estatal, ela encolhe a cada dia que passa e mostra-se capaz em sua própria definição, em atingir serviços de excelência para a sociedade já que o intuito de estado mínimo é concernente a isto.

Queda no preço dos combustíveis

No sábado dia (1), a Petrobras realizou a redução do preço dos combustíveis, a a aplicação da redução, se dá no médio litro do diesel e da gasolina, essa redução é o primeiro reajuste já com o então presidente General Joaquim Silva e Luna.

Essa redução, vem após forte elevação dos preços disparados no dia (15), o que elevou os preços a 3,8% a maior do diesel e enquanto a gasolina subiu 1,9%.

Gabriel Losi

Opinião:

Apesar do governo ter a liberalidade, de zerar o CIDE dos combustíveis o mercado ainda está volátil e inseguro, é necessária uma atitude coesa do ponto de vista do mercado financeira, sanções que possam dar fim ao alto preço pago pela população, à razões para se acreditar que estamos iniciando o ciclo dos reajustes o que pode beneficiar a sociedade como um todo, no final a conta tem que fechar, devemos torcer, para que após essas quedas não haja um salto nos preços à maior, colocando em risco o bolso do contribuinte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *