Crise climática e Sustentabilidade7 min read

Tempo de leitura: 5 Minutes
Divulgação

Crise climática é a expressão adotada para evidenciar a situação de emergência climática do planeta Terra.

A crise climática 2040 é a mais recente e alarmante previsão da ONU para o planeta, considerando os efeitos do aquecimento global. Relatório recente publicado pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) alerta para os prováveis risco de uma crise climática sem precedentes.

As consequências podem ser devastadoras para a humanidade, incluindo aumento do nível do mar e inundações de áreas costeiras, intensificação de secas, perda de habitats naturais e de espécies. Isso impactará na saúde, segurança alimentar e crescimento econômico.

Neste caso, temas como sustentabilidade entra em ação. Para entendermos melhor sobre esse assunto eu convidei o Biólogo, Professor, Ricardo Harduim para uma conversa.

Divulgação

Pra começar Ricardo Harduim, fale um pouco sobre você e sobre seu trabalho.

Sou biólogo e professor da rede pública do Estado do Rio de Janeiro. Desenvolvo projetos de compensação de carbono (www.prima.org.br), instalação de sistema solar fotovoltaico (www.hilumina.com.br) e programas de capacitação de professores em Educação Ambiental.

.O que são as mudanças climáticas?

São alterações do clima que o planeta vem sofrendo em função das emissões excessivas de GEE – Gases do Efeito Estufa resultantes de processos antrópicos, especialmente a partir do uso de combustíveis fósseis, tais como petróleo, gás natural e carvão mineral. O gás carbônico é o principal responsável por conta do resultado das atividades industriais e de transporte, assim como através das queimadas e desmatamento. Mas há outros gases também responsáveis pela crise climática. Por exemplo o metano (CH4) que resulta da degradação dos resíduos orgânicos, o N2O produzido pela agricultura e o HFC dos equipamentos de refrigeração.

.Quais são os impactos dessas mudanças nos oceanos?

O aumento da temperatura provoca inúmeros impactos nos oceanos. Por exemplo, afeta diretamente aos corais e, consequentemente parte do ecossistema marinho. Acidifica as águas e provoca prejuízo direto na composição calcária dos crustáceos. O calor muda também as correntes marinhas e derrete as calotas polares aumentando o nível do mar provocando sérios problemas sociais nas comunidades litorâneas. 

Divulgação

.O que é o efeito estufa? E como ele afeta a vida no planeta?

Importante lembrar que o efeito estufa é um fenômeno fundamental pois há necessidade de calor para a existir vida no planeta. Porém, o acúmulo de gases na atmosfera impede a saída do excesso de raios infravermelhos da camada atmosférica e assim o calor aumenta no planeta.

.Quais são as evidências do aquecimento global? E quais os eventos climáticos extremos que ele causa?

O planeta já aqueceu 1 grau centígrado de temperatura. Pode parecer pouco mais é suficiente para muitas emergências surgirem: enchentes, estiagens, furacões, perda da biodiversidade, migrações humanas, retração do turismo de inverno e verão, doenças tropicais e respiratórias, aumento do consumo energético, etc.

.Quanto as temperaturas vão subir no futuro? E como a mudança do clima vai nos afetar?

O esforço de 194 países que assinaram o Acordo de Paris (em 2016) é que a temperatura no planeta não atinja a marca de 2 graus centígrados. Se isso ocorrer há prospectivas alarmantes de emergência alimentar, hídrica, sanitária, energética, territorial e ambiental. Muitos cientistas defendem que a crise climática caminha rapidamente para tornar-se o maior desastre da história da civilização, ou seja, fenômenos que podem caracterizar um processo dramático e talvez irreversível.

Divulgação

.Que países são os maiores emissores de gases do efeito estufa?

Hoje, segundo a Global Carbon Project (GCP) os três países que mais emitem carbono são, nessa ordem, a China, Estados Unidos e a Índia. Porém, se considerarmos ações antrópicas como queimadas e desmatamento, o Brasil passa a ocupar o primeiro lugar no mundo.

.Quais são as maiores companhias poluidoras do mundo? E o que fazer para refreear seus efeitos no planeta?

Sem dúvida, as empresas que mais emitem carbono no mundo são as petrolíferas. Inclusive, a Petrobrás está entre as 20 empresas que mais emitem carbono no mundo. Outro setor que colabora muito com a crise climática e aquele associado à geração de energia elétrica por meio do uso do carvão mineral, ou seja, usinas termelétricas. Para minimizar esses impactos há necessidade da mudança gradual da matriz energética diminuindo o uso de combustíveis fósseis para a geração de energia e transporte e incentivando o uso de energias renováveis, tais como energia solar, eólica, biomassa, etc.

.Qual é o impacto econômico das mudanças climáticas?

São muitos os impactos econômicos. Podemos considerar as migrações humanas provocando um aumento dos ‘refugiados climáticos’. Outro problema é o custo com a saúde coletiva em função das doenças provocadas pela maior incidência de insetos. A defasagem na produção agrícola e a destruição patrimonial como resultado dos eventos climáticos extremos.

.O que é pegada de carbono?

É uma metodologia criada para medir o quanto que as ações humanas geram de carbono impactando o planeta, aumentando o efeito estufa e a crise climática.

Divulgação

Qual o papel da sustentabilidade?

Sustentabilidade é um conceito que revela um novo modelo de vida, uma forma de atender as necessidades das presentes gerações garantindo o direito e dignidade das futuras gerações.

Como as empresas podem inovar com iniciativas de sustentabilidade?

As empresas têm papel fundamental no combate à crise climática. Podem, por exemplo, investir na mudança da sua matriz energética substituindo geradores movidos a óleo diesel por gás natural, instalando sistema solar fotovoltáico, desenvolvendo programas de ecoeficiência e educação ambiental com os funcionários, avaliando a possibilidade de utilizar veículos elétricos, mitigando as emissões e compensando essas emissões por meio do plantio de árvores, ações de compostagem, etc. com intuito de serem certificadas como ‘empresas carbono zero’.

Qual mensagem você deixaria para os jovens de hoje que são o futuro do nosso planeta?

A mensagem para os jovens precisa ser, na minha opinião, de esperança. Mas a esperança do Paulo Freire, a do ‘esperançar’ e não aquela que ‘espera’. O jovem tem energia e criatividade ímpares que podem ser a base de um novo olhar para o meio ambiente com respeito à natureza e tolerância às diferenças. Podemos, como humanidade, resolver o problema climático que o planeta está enfrentando e para isso há necessidade de sintonia, respeito à Ciência, dedicação aos estudos e a prática do amor, pois o equilíbrio ecológico subsiste também no amor.

Divulgação

A base de toda a sustentabilidade é o desenvolvimento humano que deve contemplar um melhor relacionamento do homem com os semelhantes e a Natureza.” -Nagib Anderáos Neto

2 Comentários

  1. PARABÉNS RICARDO!
    excelente entrevista num mundo que precisa ouvir muito sobre estas coisas.

  2. Muito boa a matéria. Ressalta a importância do amor no que concordo. Não acho que energia a partir de biomassa seja renovável. É preciso desmatar para produzir biomassa. A menos que seja biomassa aquática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *