Dr. Adalho Fregona explica como é a atuação do Mounjaro, medicamento para o Diabetes e que tem resposta rápida no emagrecimento

Tempo de leitura: 3 Minutes

O medicamento desenvolvido para o Diabetes também ajuda a acelerar o emagrecimento e começa a dar resultados no dia seguinte da aplicação. Tirzepatide é o princípio ativo do Mounjaro e o ativo mais potente no mundo do emagrecimento

Mounjaro e Zepbound, nome comercial da tirzepatide, é um medicamento desenvolvido pela farmacêutica Eli Lilly, que vem ganhando destaque mundialmente por sua eficácia no tratamento de diabetes tipo 2 e, recentemente, como uma poderosa ferramenta para perda de peso.

Desde sua aprovação pela FDA, a Federal Drug Administration – órgão governamental dos EUA que faz o controle dos medicamentos – e posteriormente pela Anvisa em setembro de 2023, a tirzepatide tem sido considerada um divisor de águas na abordagem de tratamentos para Diabetes e como efeito secundário está sendo percebido que os pacientes também têm tido um emagrecimento importante.

Esse medicamento é um duplo agonista que simula os hormônios GLP-1 e GIP, promovendo a sensação de saciedade, reduzindo a velocidade da digestão e acelerando o metabolismo. Esses hormônios, secretados no intestino em resposta à ingestão alimentar, são fundamentais para o controle glicêmico e lipídico. A combinação desses agonistas aproveita seus efeitos sinérgicos, resultando em maior controle do metabolismo energético e perda de peso.

Segundo o médico Dr. Adalho Fregona, “a eficácia do medicamento pode ser percebida rapidamente, com pacientes relatando aumento na sensação de saciedade já no dia seguinte à administração da primeira dose. Em termos de resultados, alguns estudos demonstram ser possível eliminar até 15 kg num período curtíssimo de tempo, dependendo da resposta individual ao medicamento”.

Essa medicação é disponibilizada em três tipos de recipientes: dois tipos de caneta e em frasco. Nos EUA e Dubai, as canetas são mais comuns, enquanto na Alemanha o frasco é o preferido. O medicamento é administrado semanalmente por injeções subcutâneas, e sua compra requer prescrição médica, o que implica em uma consulta médica e uma série de exames para avaliar a indicação e segurança do uso.

Dr. Adalho destaca a necessidade de uma avaliação médica detalhada, com exame físico e laboratorial antes do início do tratamento. Ele explica que, quando existe a indicação médica de uso, embora o medicamento ofereça uma perda de peso rápida e eficaz, é fundamental seguir uma dieta balanceada, praticar exercícios físicos e manter-se bem hidratado para evitar efeitos adversos. Entre os principais efeitos colaterais relatados, estão náuseas, vômito, diarreia, constipação, indisposição e dor no corpo.

Esse medicamento não é indicado em caso de alergias aos seus componentes, carcinoma medular de tireoide ou neoplasia endócrina múltipla tipo II. Além disso, o uso incorreto pode levar a descompensações metabólicas, desidratação e outros efeitos graves, sendo crucial iniciar o tratamento com a menor dose possível e seguir um desmame gradual ao final do tratamento.

Comparado ao Wegovy, medicamento utilizado para perda de peso, o Mounjaro se diferencia por sua ação dupla (GLP-1 + GIP) e maior eficácia na perda de peso. Segundo Dr. Fregona, os resultados são extraordinários, e o medicamento pode ser uma alternativa eficaz à cirurgia bariátrica, embora não a substitua completamente.

O custo do tratamento pode variar entre 8 a 15 mil reais e atualmente não é vendido no Brasil, o que encarece bastante o tratamento devido as taxas de importação. “Pacientes interessados devem buscar orientação médica e considerar todos os aspectos do tratamento, incluindo possíveis efeitos colaterais e a necessidade de mudanças de hábitos para manter a perda de peso a longo prazo”, alerta o médico.

“Com a orientação adequada e o acompanhamento médico, este medicamento ‘Tirzepartide’ tem o potencial de revolucionar a abordagem ao tratamento da obesidade e do diabetes tipo 2, melhorando significativamente a qualidade de vida dos pacientes”, finaliza o médico.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.