Segurança Institucional, e a conspiração da economia por dias melhores.4 min read

Tempo de leitura: 4 Minutes

Após as realizações de manifestações legitimas e democráticas em todo o Brasil, e o recuo estratégico do Sr. Presidente da República Jair Messias Bolsonaro, segundo os bastidores de Brasília, a tendência agora é que haja não somente um recuo por parte do executivo, mais principalmente por parte dos demais poderes, legislativo e judiciário.

GABRIEL LOSI
MILHARES DE MANIFESTANTES PRÓ-BOLSONARO, VÃO AS RUAS NO SETE DE SETEMBRO DE 2021

A equipe econômica do governo, com mais confiança para se debruça sobre as atividades econômicas do país, sem o medo de ruptura institucional que antes os assombrava, embora a corda tenha sido rompida muito antes do (07) de setembro por parte da Suprema Corte o momento inspira harmonia.

Análise realizada pelo Alto Comando das Forças Armadas como uma “espécie de perícia técnica” desde o início do mandato do Sr. Presidente Jair Messias Bolsonaro, de acordo com fontes da CNN Brasil, ouvidas em agosto deste ano, a Suprema Corte já teria cassado mais de (100) cem decisões do executivo, e cinco de direito privativo e exclusivo do Presidente entre elas a indicação de Ramagem o que derivou em um tensionamento agravado entre os dois poderes.

Virando a página desta parte conturbada das relações institucionais, chegamos a um novo ciclo “o da harmonia” e possível recuo do executivo.

Mais como será daqui por diante? A economia dará a devido vasão a vida dos brasileiros?

Macroeconomia – O Estado em sua totalidade

A equipe de Paulo Guedes, já prepara tomada de decisões na esfera pública no que concerne a reforma administrativa que aguarda na agenda do governo, o projeto que necessita de força entre os partidos, para que não seja “desidratada” ao longo da trajetória dos trâmites consistentes, além da reforma administrava que aguarda análise em comissão especial, a equipe de Paulo Guedes espera aprovar a reforma do imposto de renda, aprovada na câmara e incerto no senado, e além de tudo, a reforma tributária que está em fase inicial de tramitação.

O governo deseja colocar em trânsito, a proposta de emenda dos precatórios que está distante de entrar em um consenso, essa emenda vai cooperar para a criação do “Auxílio Brasil”, uma versão ampliada do “Bolsa Família” com valores maiores para os seus beneficiários, o governo necessita de aprovação dos precatórios, para não estourar o teto de gastos, e cair em crime de responsabilidade, assim; seus beneficiários receberão valores à maior que o atual.

Microeconomia – Mercado Privado 

Em agosto, o mercado Brasileiro chamou atenção de investidores atraindo possibilidades de bons negócios.

Uma grande empresa de linhas brancas como geladeiras, ar-condicionado, fogões, máquinas de lavar roupas, e afins, anunciou um investimento de mais de 240 milhões reais no país a empresa irá criar centros de distribuições no país, que ficarão localizados no sudeste e nordeste, a expectativa é de gerar mais de três mil empregos diretos e indiretos no país.

Segundo o Presidente da empresa Whirlpool S/A, João Carlos Brega as ações do governo federal na pandemia, foram fundamentais; 

“caso houvesse uma queda econômica do país o investimento não ocorreria”.

João Carlos Brega

São três mil empregos iniciais diretos, nos primeiros meses o que poderá ter impactos positivos no mercado de trabalho no setor secundário da indústria, e posterior a isso a recuperação comercial no setor terciário do comércio e serviços.

“Oh Fora Bolsonaro”

Hoje, Domingo (12) de setembro a oposição ao Presidente Jair Messias Bolsonaro, foram as ruas pedir o seu Impeachment, o movimento liderado pelo (MBL), Movimento Brasil Livre com o “slogan vem para a rua” tentou repetir a atuação positivista que resultou no Impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff em 2016, porém; não teve a adesão desejada.

GABRIEL LOSI

E o que você acha sobre, o que está ocorrendo no Brasil? Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *