Negast terá arte na exposição “FUNK: Um grito de ousadia e liberdade”, no Museu de Arte do Rio

Tempo de leitura: 2 Minutes

O Museu de Arte do Rio (MAR) lança nesta sexta-feira, dia 29, sua nova exposição “FUNK: Um grito de ousadia e liberdade”. A principal mostra do ano do MAR perpassa os contextos do funk carioca através da história. Apresentada pelo Instituto Cultural Vale, com curadoria da Equipe MAR junto a Taísa Machado e Dom Filó, a mostra contou também com a colaboração de consultores, como Deize Tigrona, Celly IDD, Tamiris Coutinho, Glau Tavares, Sir Dema, GG Albuquerque, Marcelo B Groove, Leo Moraes, Zulu TR.

A temática da exposição irá apresentar e articular a história do funk, para além da sua sonoridade, evidenciando a matriz cultural urbana, periférica, a sua dimensão coreográfica, as suas comunidades, os seus desdobramentos estéticos, políticos e econômicos ao imaginário que em torno dele foi constituído. 

Um dos artistas presentes será Negast. Nascido em São Paulo, Negast começou a sua relação com as artes visuais em 1997 motivado pela pichação que tempos depois deu lugar para o universo do grafite e suas possibilidades. Com o passar do tempo foi desenvolvendo a sua técnica autodidata e começou a se dedicar à pintura de telas, mas sem deixar as ruas de lado. 

Negast também se dedica ao desenvolvimento de ilustrações estimulado por sua formação em designer gráfico. Sua fonte de inspiração para a criação de suas artes tem como base a população preta e a sua estética. Seu olhar está particularmente imerso nas cores, texturas e marcas que fazem parte do universo da juventude preta e periférica do Brasil e do mundo. 

O artista já realizou trabalhos com PodPah, Arnette e outras, também já realizou sua primeira exposição individual intitulada”Trajetória” em 2023 na galeria Alma da Rua – SP.

Além de Negast, a exposição contará com mais de 900 itens expográficos, divididos em 11 núcleos, e com mais de 100 artistas brasileiros e estrangeiros, como Herbert, Vincent Rosenblatt, Blecaute, Gê Vianna, Manuela Navas, Maxwell Alexandre, Fotogracria, Emerson Rocha, Panmela Castro, Bruno Lyfe entre outros. O público poderá interagir com algumas instalações, ouvir músicas, dançar e ler textos que contam a história do ritmo musical pelas duas salas do pavilhão de exposições. A expografia é assinada pelo Estúdio Gru.a.

E na noite de abertura a exposição vai ter um baile funk dentro do MAR. Haverá apresentação de dança do Afrofunk Rio, e das atrações musicais Jonathan da Provi, MC Cacau canta MC Marcinho e Trilogia do Santo Amaro. O evento é gratuito, com retirada de ingressos via sympla e sujeito à lotação

Mais informações em www.museudeartedorio.org.br

Serviço:

EXPOSIÇÃO: “FUNK: Um grito de ousadia e liberdade”

Local: Museu de Arte do Rio (MAR) Praça Mauá, 5 – Centro, Rio de Janeiro 

Abertura: sexta-feira, 29 de setembro – 18h

Encerramento: julho de 2024

Entrada para a abertura: gratuita

Visitação: de quinta-feira a domingo, das 11h às 18h (última entrada às 17h)

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.